PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA

Bem Vindo à PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA
Boa tarde, Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA
VOCÊ ESTÁ EM: HOME / ARTIGOS /

Pagãos X Cristãos

Por Dom Paulo Mendes Peixoto - Bispo de São José do Rio Preto

 

No início do ano, nas semanas imediatas ao Natal do Senhor, refletimos as marcas dos primórdios do cristianismo. Aí detectando os enunciados do paganismo e do cristianismo. Não que sejam contrários, mas a passagem de um para o outro.

 

O nascimento de Jesus Cristo em Belém, num povoado quase desconhecido naquele tempo, trouxe impacto para o mundo pagão. O rei da Palestina, Herodes, ficou alarmado. Ele sentiu-se abalado em suas estruturas com a vinda de um novo rei.

Celebrar a Epifania (a manifestação) do Senhor é confrontar realidades totalmente diversas. De um lado, o poderoso e pagão Herodes de outro, a visita de reis magos sensíveis ao que estava acontecendo e ainda, Jesus é visto por Herodes como ameaça.

Houve o sinal de uma estrela que caminha e paira em Belém. Ali era o centro do mundo naquele momento. Ela não foi para Roma, capital do Império. Não foi para Jerusalém de Herodes, o centro de toda a Palestina. Belém representa a simplicidade.

O mundo pagão recebe a luz da estrela-guia para dizer que a verdadeira luz é Jesus Cristo. Apesar das atitudes do rei Herodes, com ações totalmente contra Jesus, inclusive mandando matar todas as crianças para eliminá-Lo, Jerusalém também recebeu a luz.

A luz de Cristo era cheia do mistério de Deus. Veio para clarear a vida de todos, tanto de pagãos como de judeus. Ela não foi entendida por Herodes por causa de sua má fé. Faltava-lhe a estrela da fé, condição indispensável para o seguimento de Jesus Cristo.

O mistério de Deus tinha em vista um projeto, que só seria compreendido pela sensibilidade e abertura do coração. Nele aparece, como principal destino, a vida das pessoas. Receber Jesus Cristo como Rei é o maior presente da humanidade.

A falta de fé impede as pessoas de perceber a riqueza do mistério de Deus. Herodes era obcecado pelo seu próprio brilho e sede de poder. Por isto tinha medo de encontrar Jesus. Salvação significa libertar-se dos poderes tirânicos que só escravizam.


Veja Também


O Papa pecador
DIONISO-1.jpg