PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA

Bem Vindo à PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA
Boa tarde, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019

PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA
VOCÊ ESTÁ EM: HOME / NOTÍCIAS /

Presidente do Conselho Nacional do Laicato do Brasil reflete sobre a importância do voto e participação cidadã nas eleições

A Igreja no Brasil, por meio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), sempre se faz presente nas campanhas eleitorais com princípios, critérios e orientações aos eleitores. O Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) é um desses organismos que participa de movimentos, atividades e manifestações, que contribuem com reflexões, neste momento pré-eleitoral, voltadas à defesa e promoção da vida humana e do planeta. O presidente do conselho, Laudelino Augusto dos Santos Azevedo, aborda a atuação da CNLB no cenário político e chama a atenção para a importância do voto.

O voto, desde que seja livre e consciente, é uma ferramenta fundamental para a transformação da sociedade. A escolha, não só das pessoas, mas dos programas de governos a serem implementados, passam pelo voto, explicou Laudelino Augusto, que além de presidente do CNLB, é vice-prefeito de Itajubá (MG), faz parte da rede de assessores do Centro Nacional de Fé e Política Dom Hélder Câmara (CEFEP) e é assessor de Formação para a Missão.

A CNLB contribuiu para a efetivação da campanha 'Voto Consciente', lançada no dia 06 de setembro, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF). Em maio, realizamos um simpósio com o tema: 'Fé e Política na América Latina, hoje'. Os Regionais, dioceses e entidades filiadas realizam cursos de Fé e Política, curso de capacitação para candidatos, debates, e contribuem na divulgação e aplicação da campanha 'Voto Consciente', somando-se campanha Voto Limpo do TSE, elucidou.

O presidente lista uma série de características que um bom candidato ou candidata deve possuir para contribuir com uma sociedade justa, fraterna e solidária. Um bom candidato é o que foi escolhido e indicado pela comunidade. Defende a vida em todos os seus estágios, promove os direitos humanos, e entende que deve exercer o poder como um serviço. Esse candidato deve atuar com a sociedade organizada, ser fiel às audiências públicas, ter a ficha limpa e ser um político por vocação, disse. Vejam a importância do voto!, enfatizou.

Laudelino ainda afirma que a atuação política se dá em três níveis: pelo voto consciente e responsável pela militância nos partidos, conselhos de políticas públicas e demais instâncias de ação e sendo candidato e assumindo cargos públicos no serviço à coletividade. Para ele, ninguém está dispensado e todos estão necessariamente comprometidos com a questão política. Os Documentos da Igreja usam termos como: 'não se pode absolutamente abdicar ...', 'têm uma missão irrenunciável ...', 'não recusem cargos públicos ...' (Cf CFL 42 CNBB 26, 300 A.A.14)', citou.

Sobre a participação cidadã nos processos políticos, o presidente, defende que, esta, atue antes, durante, e após as eleições. As eleições, por mais importantes que sejam, são apenas um evento dentro do processo democrático. É importante criar grupos de acompanhamento ao Legislativo e ao Executivo, participação nos conselhos, nas audiências públicas, especialmente no Orçamento Participativo, estar em dia com as obrigações de cidadania, denunciar os desvios de conduta, enfim, ser um cidadão pleno como convém aos cristãos.

O Conselho Nacional do Laicato do Brasil

Como Organismo de Comunhão, o CNLB, como a própria CNBB, assume a política no sentido geral, incentivando aos cristãos leigos e leigas à atuação política no sentido estrito de política partidária, campo próprio dos leigos. O CNLB tem uma Comissão Permanente de Fé e Política que cuida da formação e espiritualidade neste vasto e complicado mundo (EN 70). Como membros da Igreja a todo título (Pio XII), tudo o que diz respeito à vida e à missão da Igreja, diz respeito aos cristãos leigos e leigas.

O CNLB, por meio das Comissões Permanentes de Formação, Assessoria, Fé e Política, Juventude, Comunicação, tem contribuindo nesta conquista. Neste ano, juntamente com a Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) e o Centro Nacional de Fé e Política Dom Helder Câmara (CEFEP), organizou e publicou a Cartilha 'Eleições Municipais 2012: Cidadania para a Democracia'.

O CNLB ainda proporciona formação e incentiva os cristãos à participarem ativamente dos Conselhos de Políticas Públicas para ajudarem na conquista dos direitos da cidadania. Buscamos propostas e leis coerentes e eficazes para o resgate das dívidas sociais vida, alimentação, saúde, educação, trabalho, terra, segurança, meio ambiente saudável, lazer, transporte. Defendemos o Orçamento Participativo e a definição de políticas públicas através dos Conselhos, explica o presidente do organismo.

Fonte: CNBB

Veja Também


RASCUNHO
Com toda a Igreja
eleicoes2012.jpg