PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA

Bem Vindo à PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA
Bom dia, Quinta-feira, 21 de Outubro de 2021

PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA
VOCÊ ESTÁ EM: HOME / I PARTE: HISTÓRIA DA PARÓQUIA /

PADRE HENRIQUE BOSSCHAERTS


É necessário pastores para guiar o rebanho, para orientar na fé, partilhar a Palavra, a Eucaristia e os demais sacramentos. Padre Henrique Bosschaerts foi o primeiro pároco da Paróquia São João Batista. Nasceu em Wilrijk, na Bélgica no dia 24 de Março de 1881, sendo sua Ordenação Presbiteral em 30 de Junho de 1907. Chegou ao Brasil em 1908, lecionou no Seminário Maior de Pirapora e no Atheneu Jahuense até 1921, respectivamente. Vindo para a Diocese de São Carlos, foi-lhe confiada a formação da Paróquia de Corumbataí, passando depois para as paróquias de Jurema e Tabapuã. Em 1930, sendo criado o Bispado de Rio Preto, foi incumbido da formação da Paróquia de Ribeirão Claro, onde permaneceu até 1935, quando por motivos de saúde obteve licença para voltar ao seu País natal. Regressou em 1940 e foi designado pelo Bispo Dom Lafayette Libânio para assumir a Paróquia de Américo de Campos, sendo sua posse canônica em 22 de Maio de 1941. 
Hospedou-se, inicialmente, na residência do Dr. Jamilo Elias Zeitune até o término da construção da casa paroquial, iniciando um trabalho árduo com os fiéis da comunidade, incentivando-os na participação das Missas bem como nos trabalhos pastorais, destacando-se o Apostolado da Oração e a Congregação Mariana. Veio da Bélgica, juntamente com Padre Henrique, sua prima Irma Retsin, que também realizava atividades ligadas à formação religiosa e cultural de nossa comunidade, lecionando ainda aulas de francês e inglês na então Escola Comercial Municipal de Américo de Campos, recém criada.
      Possuidor de muitos dons, dentre eles sua paixão pela flora local, Padre Henrique buscava nos sítios e matas, plantas e ervas medicinais para xaropes e licores. Dedicava-se ainda a pintura retratando a Igreja e a Praça. Não havendo aqui rede elétrica na época, instalou com sucesso, em sociedade com o jovem Mário Jabur, uma empresa com motor movido a óleo diesel, proporcionando conforto para os habitantes, sendo que muitos não conheciam luz elétrica.
      Em 1955, Padre Henrique desenhou, planejou e iniciou a construção da atual Igreja Matriz, contando com a ajuda de muitas pessoas e com a doação de muitos fiéis. 
      Aproximadamente no ano de 1961, Padre Henrique retornou à Bélgica para tratamento de saúde. Voltou ao Brasil e permaneceu em nossa Paróquia até 01 de maio de 1964, quando regressou definitivamente à Bélgica. Faleceu em 12 de abril de 1979, em Antwerpen, Bélgica.
Pe. Henrique realizou 6.854 Batizados e 2.358 Matrimônios em nossa Paróquia.
      Na ausência do Pe. Henrique, passaram pela paróquia os seguintes padres: Pe. DidericoMichels que realizou 263 batizados e 07 matrimônios Pe. Nicolau Miranda que celebrou 80 batizados e 02 matrimônios Pe. Agenor Calvin que realizou 51 batizados e 06 matrimônios Pe. Afonso Graça que presidiu 01 batizado Pe.FranciscoSaez que celebrou 127 batizados e 10 matrimônios Frei José Jansen que presidiu 25 batizados Frei Celso Horta Moraes que assistiu 01 matrimônio e Frei ManfredoKnauf que assistiu 08 matrimônios.









CONSTRUÇÃO DA IGREJA MATRIZ ATUAL

Em 1955, Padre Henrique Bosschaerts iniciou a construção da atual Igreja Matriz, que foi construída por fora (ao redor) do outro templo já existente cujo tamanho era menor. Por ocasião do início da construção, foi deixado um espaço no interior do alicerce onde foi depositada a Ata da pedra fundamental. A mesma foi lida e após assinada pelas autoridades civis e eclesiásticas locais, dentre elas D. Lafayette Libânio, Pe. Henrique, Francisco de Vilar Horta, primeiro Prefeito de Américo de Campos e o pedreiro Carlos Lauer e colocada no referido local, construindo-se a Matriz atual sobre a mesma. O projeto arquitetônico da Igreja Matriz foi baseado numa Igreja da Bélgica, na qual Pe. Henrique se inspirou para realizar o referido projeto. Pe. Henrique a desenhou e depois se empenhou para que se tornasse realidade, com a ajuda de muitas pessoas da época.










CONSTRUÇÃO DA TORRE DA MATRIZ

A torre, construída depois da Matriz já terminada, teve seu início por volta do ano de 1962, com Pe Henrique. Pe Jarbas chegou com o alicerce já pronto depois de alguns meses iniciou a construção da torre, concluindo a obra antes de sua transferência, no ano de 1965. O desenhista arquitetônico e construtor da torre foi o senhor Benedito Alves da Silva. A torre era revestida de cimento cru e foi inaugurada sem o relógio.





CONFIRA MAIS FOTOS AQUI 


Veja Também


CONSTRUÇÃO
FOTO 5.0 PE HENRIQUE.jpg
FOTO 5.12.JPG
FOTO 5.3.JPG